Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Objetivos
Início do conteúdo da página

Objetivos do Curso

Publicado: Segunda, 14 de Maio de 2018, 17h00 | Última atualização em Segunda, 04 de Junho de 2018, 12h29 | Acessos: 96

A Faculdade de Ciências Sociais do Araguaia-Tocantins é composta de dois cursos: o bacharelado e a licenciatura. São ofertadas anualmente 20 vagas para o bacharelado e 20 vagas para a licenciatura. Apresentamos a seguir os objetivos de cada curso. 

 

Objetivos do Curso de Licenciatura

O objetivo do curso de Licenciatura em Ciências Sociais/ICH/Unifesspa é formar professores e pesquisadores, considerando os princípios norteadores na relação entre teoria e prática, com comprometimento ético e político à luz dos valores fundamentais – já afirmados anteriormente – da defesa da dignidade humana, da igualdade social, dos direitos humanos como um todo, do respeito às diferenças culturais e de gênero, da valorização das culturas tradicionais, do bem-estar das populações locais e do empoderamento de todos os atores sociais oprimidos e marginalizados no processo de desenvolvimento econômico da região.


O cientista social que esperamos formar está conectado ao sistema público de ensino, aos movimentos sociais, ao terceiro setor, às redes internacionais de advocacy, a sindicatos e outras organizações sociais e políticas, às comunidades indígenas da região, às instâncias de decisão do poder público, a todas as formas de associação humana para as quais seu trabalho contribuirá visando a promoção de justiça social e dos direitos humanos. Em vista disso, aspiramos formar cientistas sociais pesquisadores e militantes, comprometidos com a educação e atuantes na sociedade civil, seja diretamente na produção de conhecimento, a partir da Sociologia, da Antropologia, da Ciência política, seja também na atuação militante junto aos diversos sujeitos sociais – dos discentes à comunidade no entorno da escola – oferecendo a eles a qualificação do debate político e social, as ferramentas de planejamento e organização social, os conhecimentos necessários para seu exercício de cidadania.

O cientista social, educador e gestor de instituições educativas que desejamos formar tem um firme compromisso com os valores sociais acima reconhecidos e com a qualidade do conhecimento científico produzido e difundido pelas instituições acadêmicas e escolares. Nossa concepção é a de que a qualidade do trabalho docente de nossos licenciados tem como condição direta sua qualidade como pesquisadores, na medida em que o trabalho de pesquisa e curiosidade acadêmica os façam questionar incessantemente o senso comum compartilhado e assim se permitiam a aquisição contínua de novos conhecimentos, sem a qual o trabalho docente reduz-se a uma mera repetição deste senso comum.


Em uma região de muitos recursos, muitos capitais e profunda desigualdade socioeconômica, não se pode jamais perder de vista que a educação básica nessa região norte, e particularmente no sul e sudeste paraenses, é absolutamente precária, como mostram os indicadores oficiais sobre a educação brasileira4. Esta particularidade regional traz algumas implicações importantes que não podemos perder de vista na configuração de um curso de graduação. Primeiramente, nossos graduandos necessitam superar este déficit dentro de seu percurso na universidade. Para abordarmos este problema, estamos continuamente desenvolvendo ferramentas analíticas que nos permitam alcançar uma avaliação mais precisa dos impactos desse déficit da educação básica no desempenho acadêmico de nossos graduandos. Uma mostra dessa nossa preocupação é a implementação do Censo estudantil da Facsat, uma iniciativa que começou a ser levada a cabo nos anos 2016/2017 e que nos permite compreendermos alguns aspectos morfológicos básicos de nossa população discente. A partir dos dados coletados, buscamos continuamente formas de intervenção pedagógica para sanar este déficit educacional. Cada membro de nosso corpo docente tem uma leitura deste problema e tentamos cultivar o hábito de trocar, uns com outros, nossas experiências pedagógicas. Por enquanto, nossa principal resposta propriamente institucional para este problema é instituição da disciplina Leitura e produção textual, especificamente voltada para o fim de oferecer ferramentas cognitivas que permitam uma melhora do desempenho de nossos estudantes.

 

Objetivos do Curso de Bacharelado

O objetivo do curso de Bacharelado em Ciências Sociais/ICH/Unifesspa é formar pesquisadores, considerando os princípios norteadores na relação entre teoria e prática, com comprometimento ético e político à luz dos valores fundamentais – já afirmados anteriormente – da defesa da dignidade humana, da igualdade social, dos direitos humanos como um todo, do respeito às diferenças culturais e de gênero, da valorização das culturas tradicionais, do bem-estar das populações locais e do empoderamento de todos os atores sociais oprimidos e marginalizados no processo de desenvolvimento econômico da região. O Bacharel que desejamos formar está conectado aos movimentos sociais, ao terceiro setor, às redes internacionais de advocacy, a sindicatos e outras organizações sociais e políticas, às comunidades indígenas da região, às instâncias de decisão do poder público, a todas as formas de associação humana para as quais seu trabalho contribuirá visando a promoção de justiça social e dos direitos humanos. Em vista disso, aspiramos formar cientistas sociais pesquisadores e militantes, atuantes na sociedade civil, seja diretamente na produção de conhecimento, a partir da Sociologia, da Antropologia, da Ciência política, seja também na atuação militante junto aos diversos sujeitos sociais oferecendo a qualificação do debate político e social, as ferramentas de planejamento e organização social.

 

 

Fim do conteúdo da página